Livraria Shakespeare and Company, em Paris na França

 
Cenário de filmes como 'Meia-Noite em Paris' e 'Antes do Pôr-do-Sol', a livraria Shakespeare and Company é o destino certo para quem gosta de bons livros e edições especiais.
Sylvia Beach, livreira, editora e escritora em 1919, abriu a livraria Shakespeare and Company numa ruela da Rive Gauche, em Paris.
O local tornou-se o epicentro da agitação cultural dos anos 20 e 30. A Shakespeare and Company é considerada por alguns críticos e formadores de opinião a livraria mais charmosa do mundo.
A Shakespeare and Company é uma daquelas raras livrarias que têm alma.
Nessa livraria tem um lugar reservado para todo jovem escritor faminto que estiver disposto a dormir mal, comer pouco e ajudar a cuidar da livraria duas horas por dia. A única regra a cumprir: ler um livro por dia.
Ali, jovens escritores têm a oportunidade de ler, pesquisar e criar. Podem se dedicar em tempo integral ao desenvolvimento literário e aos seus sonhos de se tornarem tão grandiosos quanto Ernest Hemingway, um dos ilustres freqüentadores da livraria - a Shakespeare and Company é o pano de fundo de "Paris é uma festa" uma das magistrais obras de Hemingway. Muitos dos que por ali passaram jamais conseguiram publicar uma única linha sequer, mas muitos se tornaram escritores e editores renomados, como Paul Abelman, Henry Miller, Anaïs Nin, Allen Ginsberg... E Jeremy Mercer.
A livraria ainda abriga raridades, como manuscritos de escritores célebres, as autobiografias de cada uma das centenas de pessoas que ali se hospedaram e parte da biblioteca pessoal de Graham Greene, que foi arrematada na ocasião da morte do escritor.
É na Shakespeare and Company que começa o filme Antes do Pôr do Sol, com Ethan Hawke e Julie Delpy...
Grandes nomes da literatura mundial, como James Joyce, Hemingway, Fitzgerald e Gertrude Stein, além de personalidades do cinema e da música, fizeram da
Shakespeare and Company o endereço da criatividade no período entre as duas guerras mundiais.
Entrar na Shakespeare and Company é como adentrar outra dimensão, um cantinho singular que parece perdido no tempo. Pilhas de livros por todos os lados, passagens estreitas, uma máquina de escrever e um mural abarrotado de recadinhos deixados por visitantes do mundo todo.
Além, claro, da frase que estampa uma das paredes da loja: “Be not inhospitable to strangers lest they be angels in disguise” (“Seja hospitaleiro com os estranhos, pois podem ser anjos disfarçados”). A livraria conta ainda com atividades regulares, como o chá aos domingos, sessões de leitura e encontros com escritores.
 

Sem comentários: